Meditação e Mindfulness para crianças: aplicação em 370 escolas da Inglaterra

A Meditação, seja ela guiada, matinal ou na após o por do sol, pode e deve ser praticada por todos.

Na Inglaterra, as crianças receberam um programa específico para cuidar de sua saúde mental pois sabe-se que, quando uma criança age chutando ou gritando, é possível que ela esteja lutando para entender as emoções complexas que está sentindo, muitas vezes pela primeira vez.

O comportamento infantil varia de cada uma, seu organismo e contexto familiar e podem ser exagerados pois não entendem o que estão passando e tem dificuldade de encontrar uma maneira melhor de liberar seus sentimentos.

As escolas na Inglaterra encontraram um jeito de lidar com essa situação de uma nova maneira:

Ensinando Mindfulness e Meditação em sala de aula para melhorar a saúde mental geral dos jovens.

 

Em 370 escolas de todo o país, as crianças serão ensinadas a meditar, utilizar técnicas de relaxamento muscular e exercícios de respiração do Mindfulness. Os alunos do ensino médio também receberão uma educação mais prática para aprender sobre conscientização e como aumentar isso em sua vida cotidiana.

Este programa está sendo feito no âmbito do estudo de saúde mental que o governo britânico está executando até 2021.

Além do número crescente de crianças pequenas que estão mostrando sinais de depressão e ansiedade de início precoce, os relatórios do governo também mostraram que 1 em cada 8 crianças britânicas tem transtornos mentais.

Este projeto garante que, pelo menos, 1 em cada 5 crianças com problemas mentais tenha possibilidade de acesso ao tratamento.

 

A Inglaterra não é o único país que acrescentou Mindfulness como assunto entre as escolas.

Em 2016, uma escola em Baltimore decidiu substituir a detenção por uma área onde as crianças pudessem praticar alguns exercícios de respiração e alongamento. Esta é uma maneira de manter os alunos mais calmos, a fim de aumentar seu foco dentro da sala de aula.

 

Um aluno que foi enviado para a nova sala de detenção, por empurrar e xingar um colega de classe, descreve para a CNN que a prática ocorreu da seguinte forma:

“Eu respirei fundo, fiz um pequeno lanche e me juntei aos outros. Então me desculpei com a minha turma.

 

 

 

 

 

A escola acredita que esta é uma maneira melhorada do problema, ao invés de punir e embaraçar a criança na frente de seus pares, o que provavelmente foi a causa do problema desde o início.

O objetivo é fazer com que as crianças dominem o hábito de limpar a mente do estresse e da ansiedade, e estar presente e mais focado na aula.

 

O que achou do texto?

Deixe seu comentário 🙂